Conselhor Curador

O Conselho Curador é composto por 5 (cinco) membros:

a) Presidente do Centro de Treinamento e Desenvolvimento–CETREDE;

b) Dois conselheiros indicados pela Universidade Federal do Ceará;

c) dois conselheiros indicados pela Assembleia Geral do CETREDE.

No momento o Conselho Curador é formado por:

PRESIDENTE
Miguel Antônio Borges de Araújo
Professor Universitário

VICE-PRESIDENTE
Antônio Cláudio Lima Guimarães
Professor Universitário

Hélio Cordeiro de Miranda
Professor Universitário

José Jackson Lima de Albuquerque
Professor Universitário

Raimundo Nonato Távora Costa
Professor Universitário

Compete ao Conselho Curador:

I – Aprovar os nomes dos componentes do Conselho Fiscal;

II – Conceder licença aos integrantes do Conselho Curador, bem como aos integrantes do Conselho Fiscal;

III- Destituir, por voto de 2/3 (dois terços) de seus membros, integrantes de quaisquer dos órgãos componentes da estrutura orgânica da Fundação;

IV – Pronunciar sobre o planejamento estratégico da Fundação, bem como sobre os programas específicos a serem desenvolvidos;

V – Aprovar as prioridades que devem ser observadas na promoção e na execução das atividades da Fundação, aprovando o orçamento anual e avaliando os planos anuais de trabalho e suas atividades;

VI – Exercer a fiscalização superior do patrimônio e dos recursos da Fundação, aprovando o Balanço Patrimonial e as Demonstrações Contábeis e Financeiras, o Relatório Anual de Gestão e a Avaliação de Desempenho;

VII – Deliberar sobre propostas de empréstimos que onerem os bens da Fundação, bem como autorizar o Presidente a comprar, vender, alienar, hipotecar, onerar, gravar, compromissar, alugar e doar bens móveis e imóveis;

VIII – Deliberar sobre proposta de incorporação, fusão, cisão ou transformação da Fundação;

IX- Aprovar a participação da Fundação no capital de outras empresas, cooperativas ou outras formas de associativismo, bem como organizar empresas cuja atividade interesse aos objetivos da Fundação;

X – Aprovar o quadro de pessoal e suas alterações, bem como as diretrizes de salários, vantagens e outras compensações;

XI – Aprovar o Regimento Interno da Fundação e suas alterações, observada a legislação vigente;

XII – Deliberar sobre as reformas estatutárias e sobre a dissolução ou extinção da Fundação;

XIII – Contratar a realização de auditoria externa para adequada aferição da situação financeiro-patrimonial da entidade;

XIV – Convocar reunião do Conselho Fiscal e do Conselho Curador, por intermédio do seu Presidente;

XV – Resolver os casos omissos deste Estatuto e do Regimento com base na analogia, equidade e nos princípios gerais do direito.